Luxoxil 27mg

Com os artistas: Cezario Saiter ,Colíro. Didico, Emílio Aceti, Flávia de Macedo, Felipe borba, Gabriel Sampaio, Gabriel Borem, Inah, Ivo Godoy, Julio Tigre, Kênia Lyra, Lando, Luara Monteiro, Ludmila Cayres, Luciano Boi, Luciano Cardoso, Nortton, Socó, Regina Rodrigues, Ricardo Dente, Sandro Soeiro, Tatiana Sobreira, Thiago Balbino, Thaís Apolinário, Thiago Lessa, Victor Monteiro, Vinícius Guimarães.

Luxoxil 27 mg – superdosagem

Se Como disse Baudrillard  (disparando sua metralhadora sobre a arte contemporânea) isso “se prolifera por toda parte”, como lixo, eu diria – então o tempo é senhor da matéria em seu caminhar. A partir do gatilho disparado pelo artista, vários tempos/lugares entram em contato e por vezes, apartam-se de seu processo de existência natural – lembro aqui que fazer arte é propor e realizar uma intervenção radical sobre os movimentos de vida e pulsão dos materiais e espaços eleitos pelo artista. Hora, se o fazer do artista é um fazer histórico e social, inclusive, e uma vez que homem é produtor e produto desse caminhar e que uma obra de arte condensa muito mais do que ela pode mostrar, colocamos a seguinte questão – Arte é conhecimento, está integrada no cotidiano de cada um e nas relações entre os diversos grupos; desde os núcleos familiares até as sociedades mais complexas, com as quais temos contato no decorrer da vida. Afirmar tal coisa é propor que, por mais que alguns ainda pensem arte com algo distanciado do mundo e suas imperfeições – e é nele e a partir dele é que a obra existe, arte coloca-se e penso que o seja, não como mero reflexo das condições de existência, mas como possibilidade de tornar-se um ser /corpo pulsante de qualquer natureza material e/ou afetiva, dada a dimensão de quem a propõe e a produz. Este encontro entre sujeitos – obra ato/produto e expectador/experienciador é que aqui colocamos como ARTE – um lugar de grande potencia, que quando se constrói – neste encontro – já se redimensiona em outras possibilidades de pensar, falar e mesmo interagir diretamente neste espaço, agora um momento de trocas e interrelações. Em uma tempestade comparecem vários elementos/forças – raios, trovões, sons, cheiros e sensações. Sua potencia reside no encontro destas forças geradoras, cada uma delas com suas intensidades, motivos e modos de aparição – seguindo esta enxurrada e seus desdobramentos é que 27mg – leia-se aqui: muita gente – propõe um lugar produzido por uma radiação delirante de uma Bomba Humana, que abarca o tudo e todos em sua febre insana de desejos e potência criadora. É só se deixar envolver nesse turbilhão de sensações traduzidas em imagens, propostas e idéias.

por Luciano Cardoso.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: